10.10.06

.5.

Amigo é coisa para se guardar
Debaixo de sete chaves
Dentro do coração
Assim falava a canção que na América ouvi
Mas quem cantava chorou ao ver o seu amigo partir

E quem ficou, no pensamento voou
Com seu canto que o outro lembrou
E quem voou, no pensamento ficou
Com a lembrança que o outro cantou

Amigo é coisa para se guardar
Do lado esquerdo do peito
Mesmo que o tempo e a distância digam não
Mesmo esquecendo a razão

O que importa é ouvir a voz que vem do coração
Pois seja o que vier, venha o que vier
Qualquer dia, amigo, eu volto a te encontrar
Qualquer dia, amigo, a gente vai-se encontrar

Milton Nascimento, "Canção da América"

5 comentários:

um cavalo ou um boi disse...

Oh, eu já não sei o que são amigos...

Mas um beijinho grande. (porque o "inho" com o "grande" tem piada:)

Rita disse...

q boa escolha.. os amigos vêm numa caixinha de surpresas. hmm *

LUA DE LOBOS disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
segurademim disse...

... uma grande verdade!!! amigo é mesmo para se guardar e nos tempos que vão correndo é um recurso cada vez mais excasso

os amigos verdadeiros, claro! que colegas, para conviver há muitos... também são importantes, fazem-nos companhia e alegram os nossos dias, não é?

beijo :)

Joana disse...

Amiga és tu-u-u-u ! :D