4.8.06

Corrida de Corações

Deu-se bem mais do que um tudo por tudo, que um último esforço e um último sprint na recta final. Ninguém fala, apenas se ouvem múrmurios delicados e temperados para que os sentimentos não se percam na imensidão que é uma boca. Os sentimentos são precisos mas as palavras que os exemplificariam e demonstrariam poderão não o ser. E de que vale um coração vazio numa corrida de corações? Nada. São como pés descalços numa maratona a desfazerem-se no asfalto a ferver. Onde só importa chegar ao fim sem falar, com os retalhos necessários, sem levar qualquer partilha e companheirismo na "bagagem", porque só interessa cumprir o objectivo. Por isso, tenho sorte. Juntamente com voçês sinto que chegamos ao fim sem ficarmos pelo caminho ou então trocarmos tudo por uma corrida de pés descalços, onde quem chega em primeiro perde. É também com os nossos corações cansados mas serenos na medida do possível, que sofremos e confortamos quem infelizmente tombou e pelo caminho ficou com pena nossa. E se alguma vez eu vos falhar, lembrem-se que não sou a Super-amiga nem o tento ser. Sou apenas a Ana Isabel, insegura, chorona, um pouco infantil, muito sonhadora que embora frágil quer sempre o melhor para vós.

começo a ficar nostálgica com as distâncias físicas que se vão interpor entre mim e algumas pessoas do (L)

6 comentários:

Joana disse...

=') Oh, como eu gosto dessa Ana Isabel que, mesmo sem saber, nos dá doce suficiente para encher um coraçãozito mais vazio.

Já que falaste de rectas finais...

Desejooo tudo de bom para ti! E que nada de nada te tire esses sonhos, essas infantilidades, essa fragilidade e todos os pedacinhos de que és feita. És bonita!
=O

Ah, tenho muito orgulho em ti! [por isso te dei assim um papel importante]*

Um camião de beijoooos **

Rita disse...

hmmm tão bonito. os corações esvaziam-se para depois se encherem ainda de mais coisas, nunca duvides disso ;) *

Anónimo disse...

Consigo compreender-te!
A saudade quando começa apertar, aperta mesmo!
Eu gosto de ti Aninha :)
Beijinho*

Anónimo disse...

(...)Os vultos tornam-se cada vez mais evidentes, e a inexplicável vontade de amar(..)

Como um louco perdido na escuridão sinto as palavras, sinto os receios, busco o meu ser, escondo-me por trás do meu eu e acredite, por todos os momentos não esqueço aquele em que acredito.

Um dia é apenas um dia, uma vida não é apenas uma vida.

Persigo a perfeição, nos actos, aqueles que encontrei e defendo-me, porque estou a assumir aquilo que quero e não apenas aquilo que consigo.

segurademim disse...

... andamos sempre a correr, o vício é tal, que até nas férias corremos

atrás dos sonhos, das fantasias, das ilusões...

mas a vida é isso! fazer o coração correr atrás dos nossos limites, dos nossos ideais

Beijo, Ana linda do meu coração

:)

Anónimo disse...

Cool blog, interesting information... Keep it UP infrared sauna system Bentley place vendita sauna