18.1.06

,

"É sempre de manhã, depois de acordar e antes de abrir os olhos, que tomo consciência das minhas fragilidades.
Era nessas alturas em que faço um balanço impiedoso de mim própria, que deveria tomar as grandes resoluções da minha vida; mas estou sempre ensonada demais para evoluir e depois de lavar os dentes já não há nada a fazer: calço com os sapatos a personalidade da véspera e moldo-me sem resistência àquela plasticina parecida comigo."

Rita Ferro

7 comentários:

zezinho disse...

Uma excelente reflexão Ana, mesmo sendo da Rita Ferro...
Tem um resto de boa tarde.
Beijo

mixtu disse...

excelente... a mim tb me acontece o mesmo, penso em mudar algo, mas quando saio de casa...

Rita disse...

um pouco irónico também. lol beijinhos aninha

APIUR disse...

Gostei do texto.
Ana, obrigado pelo post no meu blog.
Quanto à tua pergunta, todos os desenhos e aguarelas ou outras pinturas, são meus, claro. E os textos também, claro, claro, :)))
bj
Apiur

segurademim disse...

... a manhã é sempre óptima para reflectir sobre as nossas fragilidades e a melhor forma de lhes dar a volta! sem azedume! acceitando-as, são nossas, somos fortes e frágeis conforme as situações!

(estou com mt pouco tempo, é altura de elaboração de trabalhos do semestre... mas estou bem. Obrigada pelo teu cuidado)

Beijinhos ;)

Anónimo disse...

Rita Ferro...pois!! Diz sempre lindas coisas :)
Beijinho*

APIUR disse...

Uma boa semana.
Saudações
do Apiur