11.9.05

E hoje deu-me vontade de escrever palavras bonitas, palavras apaixonadas, palavras lamechas direccionadas a alguém.A ti, a ti, a ti, e somente a ti.
Arrelia-me o facto de não conseguir controlar as emoções e os sentimentos.Será assim tão difícil?! Para mim é.
Apetece-me escrever disparates que depois me façam corar de vergonha.Quero escrever por escrever, para acalmar a carência que sinto.Enquanto não consigo, suporto tudo isto que trago cá dentro.E são coisas tão parvas que logo que me sento a olhar para o ecrã, a vontade esmorece e as palavras não saem.Mas depois abro a minha playlist e, vêm as músicas e com elas as letras cheias de amor.E a seguir entro no msn e deparo-me com frases românticas.Merda!Será que hoje tudo o que oiço e vejo vem impenegrado de amor?
Não quero um namorado.Estou bem como estou e sinto-me bem assim.(Repito isto tantas vezes que até me sinto ridícula.)Mas de vez em quando tenho saudades...não duma pessoa em concreto, mas dos sorrisos, dos olhares cúmplices, das carícias, da entrega num simples olhar.Dá vontade de ter o mundo outra vez na mão, entendes? Oh, não tu não me entendes.Nunca me entendes.És a moleza que me acompanha, enquanto me denuncia os gestos, os olhares, os desejos, os movimentos.Será que me denunciaste hoje nas conversas banais? E no outro dia nos olhares meio desviados, no concerto? Será?! Espero que não.Não valeria a pena.Dar a entender algo que não quero ou dar indícios que quero aquilo que não quero, é aquilo que menos quero fazer.Frase confusa, tal como eu...Enfim estou carente.De verdade?, perguntas-me tu.Responde-te a minha mão a deslizar pelo teclado...Escreve um sim silencioso e singelo.Sim, acho que é isso.Se não, qual seria a razão para um texto tão absurdo e tão mimado como este? Bolas tenho tanta coisa boa!Para quê, tudo isto?!
Não sei e, enquanto escrevo estas palavras a música que me acompanha, ainda mais me intensifica a angústia.You ande Me, Lifehouse.Lifehouse tem-me preenchido os dias e todos os bocadinhos livres que tenho.E acho que vai continuar, pelo menos por hoje.Posso parecer maluca mas ao mesmo tempo que quero alterar a playlist, não quero.Afinal, gosto das músicas e sempre posso imaginar uma história com um final feliz daqui a algum tempo.Até lá percorro a estrada que me direccionará a ti.A ti, que és o meu príncipe encantado ou sapo imaginário que, às vezes, eu tanto desejo.
Não liguem, devaneios destes ocorrem-me todos os dias...

9 comentários:

Anónimo disse...

Interesting Blog.

I have a Site / Blog all about how you can run your own casino.

It has all you could ever need to know about owning an online casino.

Anónimo disse...

Rss News Feeds
RSS is a family of XML file formats for web syndication used by news websites and weblogs.
I have a birthday gift for baby site. It pretty much covers birthday gift for baby related cards and gifts.

Paul

Anónimo disse...

Hum...mas este cantinho tb me agradou mt! Adorei Ana!
N deixarei de ca vir ;)
Um beijo*

um cavalo ou um boi disse...

Como eu te percebo...
(E às vezes dói, sabes?)
*

Rita disse...

eu acredito! :)
gostei de te ler!
não é o amor que está sempre aí na rua paralela à nossa? Mas nem sempre se cruza connosco... :/ um beijinho

Anónimo disse...

:)
Bem, parece que estás carente, e é bom que tenhas essa consciência. Porque termos consciência do que sentimos, já é um grd passo para nos esclarecermos! :)
Se estás carente, apenas te alerto: às vezes pode ser paixão, às vezes pode ser amor, às vezes pode não passar de uma ilusão, ou de um engano.
Às vezes estarmos carentes significa estarmos com a auto-confiança ou com a auto-estima em baixo, e nessas alturas é frequente que se recorram a apoios, e muitas vezes esses apoios são do sexo oposto ao nosso. HE HE HE.
Mas, claro, cabe-te a ti perceberes o que se passa mesmo, e agires (ou não agires) em função do que sintas realmente.
Entretanto, o conselho de amigo que te dou, é tratares da tua auto-estima, fazendo desporto, por exemplo, ou envolvendo-te em actividades ou projectos que te interessem muito!
Bjkocas e boa sorte :)

segurademim disse...

É preciso descentrar, pensar noutras coisas, ler, por exemplo o João Aguiar, ir dar umas voltas... e quem sabe se a seguir se ganha coragem para tomar uma decisão e ir em frente, dizer o que vai na alma - ao vivo e a cores - a quem tem que ser dito!

segurademim disse...

Eu gosto muito do João Aguiar e já li vários livros dele, gosto particularmente de: Diálogo das Compensadas, A Voz dos Deuses, Os Comedores de Pérolas, A Hora de Sertório, Navegador Solitário, Dragão de Fumo, A Catedral Verde.
Neste momento estou a ler O Homem sem Nome, estou mesmo no princípio, depois digo-te se gostei.
Ele distrai-me, começo a ler e não paro, ele descreve os ambiente e é como viajar, começo a imaginar os locais, os personagens...
No google, encontras um resumo de cada livro e podes escolher, o que mais te interessar. BJ

Anónimo disse...

This is very interesting site... » » »