3.11.05

Tu ou tu?

Admiro-te pelo que és.Pelo que demontras ser, pelo que fazes, pelo que dizes e pela forma suave e ao mesmo tempo sarcástica com que escutas.Mas também tenho receio.
Assusta-me a quantidade de tu´s que guardas dentro do peito.Não percebo o porquê de não os mostrares, ou se calhar até percebo.Talvez será porque não sentes tudo à flor da pele como eu, que sou toda feita de coração.Já tu, és uma pessoa fria e cerebral, que vê e pensa tendo sempre por base, a lógica e a razão.Também sabes ser doce, mas nunca, nunca baixas a guarda.Foges dos sentimentos, como uma criança assustada foge do infantário ou da primária, ou se preferires, agarras-te às tuas convicções, tal como as crianças se agarram às pernas e às calças dos pais, nos primeiros dias de escola.
E isso confunde-me.Todos esses tu´s que tu tanto reprimes de cada vez que estamos juntos embaciam tal qual a névoa, a clareza de espírito que tanta falta me faz.É como se o dia chuvoso de hoje se instala-se na minha alma, entendes?
Todavia não me impedem de ao mesmo tempo, gostar do tu que conheço.A questão é, então, Tu ou tu?
A resposta não sei.Sei sim e, isso também importa, que o teu "Eu" completo é fascinante e que de vez em quando, poderias e deverias soltá-lo.Dar-lhe-ia auto-estima e faria com que tu próprio te sentisses bem.No fim de contas, tudo isto vem a propósito de uma mera interrogação, Qual foi a última vez que te vi sorrir de verdade? *

6 comentários:

Eli disse...

Todos temos aquelas partes de nós...
:)

segurademim disse...

... o eu, são muitos tus!! é bom todas essas possibilidades do tu com algumas encontraremos entendimentos.
O certo é que ninguém conhece o outro de forma completa.
Nem a nós próprios nos conhecemos, não é?
Já dei comigo a reagir de uma forma que desconhecia até então!!
beijinhos linda :)

Joaninha disse...

Se calhar há só um Tu! Espera... Talvez o tempo faça o resto.


(tas linda, tas!) ;)

Miguel disse...

O tempo traz sempre a verdade.Há que ser paciente.

Parabéns pelo blog

Rita disse...

por vezes temos que nos modelar aos defeitos dos outros para que consigamos amá-los. Mas também há vezes em que temos uma vontade enorme em querer mudar tudo, colocar a nosso jeito. Como te entendo... um beijinho

Rui disse...

Há coisas de resposta dificil.