4.9.05

*

"quando gosto muito das pessoas nunca digo a ninguém como se chamam. é como entregar uma parte delas. aprendi a apreciar a descrição. parece-me ser a única coisa que pode tornar a vida moderna misteriosa ou maravilhosa aos nossos olhos. a coisa mais banal pode ser encantadora se a ocultarmos. hoje em dia, quando deixo a cidade, nunca digo aos meus para onde vou. se o fizesse, perdia o prazer. é uma mania estúpida, devo confessa-lo, mas que de algum modo me parece conferir uma boa dose de romance à vida. deves julgar-me incrivelmente tolo por pensar assim..."

Oscar Wilde in O retrato de Dorian Gray

1 comentário:

Rita disse...

engraçado... eu kuando gosto muito de uma pessoa, desvendo apenas o seu nome às outras que me perguntam! :)
um beijinho e obrigada por todas as palavras doces que deixas no meu blog*